Categorias
Capacitação Emprego Trabalhabilidade

Como iniciar carreira em Tecnologia da Informação

Treinamentos gratuitos em Tecnologia da Informação

A evolução tecnológica, principalmente agora com o uso intensivo da Inteligência Artificial, está aumentando em muito o desemprego no Brasil, onde existe pouca mão de obra qualificada. Para complicar mais ainda, sobram vagas na área de Tecnologia da Informação para profissionais qualificados em todo o mundo, o que tem atraído jovens brasileiros que trabalham remotamente para outros países ou se mudam para o exterior.

Qual Curso Fazer para Trabalhar na Área de Tecnologia?

Como trabalhar em TI?

Os jovens de 18 a 24 são os mais afetados pela piora do mercado de trabalho, com a taxa de desemprego chegando a 40% em alguns estados.   É um grupo de mais 7 milhões de jovens brasileiros subutilizados, muitos com graduação, mas sem a qualificação técnica necessária para conseguir o primeiro emprego.

A saída para os jovens pode estar no entendimento da Trabalhabilidade, que é o desenvolvimento da capacidade individual de gerar renda e trabalho.  Requer qualificação técnica, criatividade, pensamento crítico e saber resolver problemas complexos. Nesses novos tempos, não dá para ficar esperando e contando somente com um emprego.

A área de TI está muito aquecida e momento a alta demanda com certeza pode ajudar muitos jovens a começar uma boa carreira em seu primeiro emprego na área de TI.

Com um crescimento em 2019 de 10,5% em relação ao ano de 2018, a área de TI está se destacando com uma das grandes empregadoras dos últimos tempos.

Encontrei algumas ofertas de treinamento em tecnologia, de qualidade, gratuitos, com preços simbólicos ou para pagamento somente após o aluno conseguir trabalho com uma boa renda. O melhor é que as empresas que oferecem esses treinamentos têm acordos com o mercado para colocação das pessoas capacitadas ao final do curso.

Algumas dessas oportunidades são ofertadas por grandes empresas da área de Tecnologia que enfrentam dificuldade para ocupar suas vagas de emprego disponíveis e também para atender necessidades de profissionais qualificados pelos clientes de seus produtos.

Obs: As Informações abaixo, sobre as plataformas e empresas, foram retiradas dos seus respectivos sites.

1) Microsoft

Oferece duas plataformas de treinamento gratuitas.

A primeira é a Microsoft Learn, uma plataforma online e gratuita, que oferece um aprendizado interativo para os produtos da Microsoft. O objetivo é ajudar o aluno a se tornar proficiente em suas tecnologias.

Está disponível para qualquer pessoa que tenha interesse em aprender sobre os produtos da Microsoft.

Em maio de 2019, a Microsoft anunciou o lançamento de uma nova plataforma de ensino, o AcademIA, com “12 módulos gratuitos sobre inteligência artificial (IA) – desde a introdução básica até a tecnologia, à sua linguagem de programação e aplicações. A iniciativa faz parte do compromisso da Microsoft de democratizar a inteligência artificial, proporcionando capacitação na tecnologia para profissionais no mercado de trabalho e para estudantes, com o objetivo de aprimorar as habilidades necessárias para os empregos do futuro”.

2) Oracle

Plataforma ONE (Oracle Next Education), que tem um custo simbólico para o aluno de apenas 6x de R$16,50.

Os cursos do ONE foram idealizados e financiados pela Oracle, uma das maiores empresas de tecnologia do mundo. O objetivo é transformar a vida de jovens oferecendo conteúdo de qualidade por um preço simbólico.

Não é uma plataforma aberta a todo o público no Brasil. O público-alvo do programa são jovens a partir de 18 anos, estudantes de escolas públicas, de regiões periféricas da grande São Paulo.

O grande diferencial do ONE é contar com o suporte da Oracle na curadoria do conteúdo e, principalmente, no encaminhamento para o mercado de trabalho. Após o curso, os alunos têm acesso a uma plataforma exclusiva onde poderão se conectar a oportunidades em empresas clientes e parceiras da Oracle.

Os módulos dos cursos online abrangem: lógica de programação, linguagem Java, front end, soft skills (empreendedorismo, criatividade e inteligência emocional), entre outros. As vagas do ONE são limitadas e o objetivo é formar 3 mil jovens. Para se inscrever, o participante precisa ter, no mínimo, 18 anos

3) Google

A Junior Achievement Brasil com apoio do Google está oferecendo gratuitamente para 2 mil jovens um curso de suporte de TI e habilidades para entrar no mercado de trabalho.

O curso está previsto para as localidades de Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP) e Vitória (ES). As primeiras turmas começaram em fevereiro 2020 nas cidades de Florianópolis, São Paulo, Recife e Porto Alegre.

​Para participar, é necessário estar dentro do perfil, preencher o formulário de inscrição e passar pelo processo seletivo, ter entre 18 e 29 anos e o Ensino Médio completo em escola pública até o momento de começar o curso, não estar trabalhando nem estudando e morar ou ter fácil acesso as cidades onde irá oferecer o curso.

De acordo com a Google, o objetivo do programa é oferecer uma alternativa para quem busca uma vaga no setor, mas também auxiliar empresas brasileiras que precisam de profissionais qualificados. Para participar do curso, os estudantes pagam um valor de US$ 39 por mês. De acordo com a Google, trata-se de uma “taxa reduzida” para “garantir que os candidatos a empregos de todas as origens tenham acesso ao programa”.

4) Trybe

A Trybe é um modelo inovador de escola técnica, focada nas profissões digitais mais procuradas pelo mercado, começando com desenvolvimento de software.

Foi uma das startups escolhidas para participar do StartUp CUP, competição que reúne as 200 Edtechs mais promissoras do mundo. Evento nos dia 30 de março e 1º de abril, em San Diego (EUA), no ASU+GSV Summit 2020, maior conferência de Edtechs e empregabilidade do mundo.

A Trybe é para qualquer pessoa que tenha interesse em trabalhar com tecnologia, e que tenha disponibilidade para estudar por 12 meses, de segunda a sexta, de 14h às 20h e carga horária aproximada de 1.500 horas.

Não exige nenhum pré-requisito para o interessado participar do processo seletivo e conquistar a aprovação. Oferece um curso introdutório gratuito para que o interessado possa estudar e realizar a etapa de desafio prático, mesmo que não tenha nenhum conhecimento prévio em programação.

A idade mínima para estudar na Trybe é de 16 anos. Lembrando que caso tenha menos de 18 anos, é necessário autorização de responsáveis.

Não limita a idade máxima para inscrição e faz acordos de parceria com empresas que estão buscando pessoas capazes e qualificadas, independentemente da idade.

Hoje a Trybe possui turmas em seus Hubs de Belo Horizonte, São Paulo, Florianópolis e Itajubá.

A Trybe tem um programa de aprendizagem de alta qualidade, mentorias individuais e muitos desafios práticos, que acelera a carreira em desenvolvimento de software.

‍E o melhor? O aluno não paga nada até conseguir um trabalho que remunere, no mínimo, R$ 3.500,00 por mês.‍

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *